“Volto a dizer que não é o meu passatempo preferido”, diz Caio Castro sobre ir ao teatro

A polêmica entrevista de Caio Castro, 25, à Marília Gabriela, 65, ainda afeta a vida do galã. Durante uma participação no “Altas Horas”, ele comentou o assunto e criticou a imprensa por ter mudado o sentido do que disse no programa do GNT, conforme divulgou o “F5”.

“Eles distorcem tudo. Colocam em um formato que renda clique e que seja polêmico. Acho que faltou muito respeito nos comentários das pessoas, mas é a opinião deles, eu respeito, apesar de não respeitarem a minha”, alfinetou. “Acho que houve uma tempestade em um copo d`água.”

“Volto a dizer que não é o meu passatempo preferido”, diz Caio Castro sobre ir ao teatro
Caio Castro ficou irritado com comportamento da imprensa (Divulgação/TV Globo)

Com o silêncio total durante a gravação de Serginho Groisman, 63, Caio explicou que vai ao teatro e lê livros, inclusive para a composição de personagens, mesmo não sendo as suas atividades preferidas.

“Não falei que não gosto e não vou ao teatro ou que não gosto de ler e não leio nada. Muito pelo contrário. Eu leio bastante até”, afirmou. “Volto a dizer que não é o meu passatempo preferido, não é que eu não goste, eu só não gosto muito.”

Na época da entrevista, Caio também foi criticado pelas opiniões, pois poderia influenciar o público que acompanha o seu trabalho. Porém, ele não se preocupa com esse risco.

“Se sou um formador de opinião, eu levanto a bandeira da pessoa ser verdadeira acima de qualquer situação. Se você não gosta, seja você e diga que não gosta. Acho que a pessoa tem que ser forte o suficiente e bater no peito e dizer: ‘a minha opinião é essa’. Eu penso dessa forma. A minha vida é assim.”

Ney Latorraca, 69, um dos convidados do “Altas Horas”, defendeu o colega de profissão. “Eu acho um absurdo essa coisa de você crucificar uma pessoa. Cada um faz o que quer. Cada um tem o seu caminho. Acho uma sacanagem”, disse. No fim, o artista ainda convidou Caio para assistir ao seu espetáculo.

A entrevista de Caio à Gabi foi exibida originalmente no ano passado e reprisada em fevereiro, e só neste momento ganhou repercussão na imprensa. Na época, Ingrid Guimarães, 41, Pedro Paulo Rangel, 65, Laura Cardoso, 86, Miguel Falabella, 57, fizeram duras críticas ao galã.