Vigilância de Tatuí fecha clínica que mantinha gatos sem comida e água

Pelo menos 100 animais foram encontrados no local.
Também foram localizados antibióticos e vacinas vencidos.

Vigilância de Tatuí fecha clínica que mantinha gatos sem comida e água (Foto: Reprodução/ TV TEM)Cinco cães em péssimas condições estavam na casa da mulher

A Vigilância Sanitária de Tatuí (SP) fechou nesta terça-feira (19) uma clínica veterinária clandestina que funcionava desde 2013. Pelo menos 100 gatos foram encontrados no local sem água e comida. Alguns apresentavam sinais de fraqueza e desnutrição. A responsável pela clínica foi localizada e prestou depoimento na polícia.

A Gurada Municipal e a Vigilância Sanitária chegaram até a clínica depois de uma denúncia anônima informando que uma mulher mantinha animais em situação de maus-tratos em casa. No local cinco cães foram encontrados em péssimas condições, sem água nem comida. “Resolvemos entrar no local, que estava completamente sujo, sem nenhuma higiene para os cães e através disso os vizinhos estavam sofrendo com o mau cheiro”, disse o GM Gelardo Coelho.

A coordenadora da Vigilância Sanitária também relatou a situação de abandono. “A gente não consegue nem respirar direito lá dentro. Está muita sujeira, um odor muito forte e os animais estão abandonados. Nós vamos notificar a proprietária para fazer a limpeza dentro de 24 horas. A gente vai promover o atuação da proprietária e, posteriormente, uma multa.”

Vigilância de Tatuí fecha clínica que mantinha gatos sem comida e água (Foto: Reprodução/ TV TEM)Clínica veterinária funcionava sem autorização desde 2013

Clínica clandestina
Depois da denúncia e da visita à casa da suposta veterinária, as equipes foram até uma clínica que ela mantinha de forma clandestina desde 2013. No local, foram encontrados pelo menos cem gatos, além de centenas de medicamentos vencidos. Os animais dividiam um pequeno espaço onde, de acordo com a denúncia, ela fazia atendimentos durante a noite de forma irregular. Na parede, um recado informava que o atendimento depois das 22h custava R$ 100.

Os gatos não tinham comida e nem água e vários estavam presos em gaiolas. Entre as centenas de medicamentos para tratamento veterinário, a GM encontrou vacinas e antibióticos.

“Dentro dessa residência foram localizados vários medicamentos com validade vencida. Ela foi autuada nisso também. O local está sendo lacrado pela Vigilância Sanitária, ela foi conduzida à delegacia e foi autuada no artigo 32, maus-tratos”, completa o guarda Gelardo.

Em depoimento, ela disse que não maltratava os animais, mas que apenas recolhia os que estavam abandonados para dar tratamento. Sobre o atendimento clandestino na clínica, a advogada da suposta veterinária disse que ela não vai se manifestar sobre o assunto.

Segundo a Polícia Civil, a veterinária vai responder em liberdade por maus-tratos e será autuada e multada pela Vigilância Sanitária por atender em local sem licença e por acúmulo de sujeira, tanto na casa quanto na clínica clandestina.

A Associação Protetora dos animais de Tatuí vai encaminhar os gatos temporariamente para a casa de voluntários. Os cães serão levados para o canil da cidade. A polícia está investigando se a mulher tem o registro profissional no Conselho Regional de Medicina Veterinária.

Vigilância de Tatuí fecha clínica que mantinha gatos sem comida e água (Foto: Reprodução/ TV TEM)Vigilância de Tatuí fecha clínica que mantinha gatos sem comida e água