Milhares de pessoas aproveitam a tarde de sol para celebrar a 18ª Parada do Orgulho GLBT

Embalados pela música eletrônica, milhares de pessoas aproveitam a tarde de sol para celebrar a diversidade na Avenida Paulista.

Neste ano, a 18ª Parada do Orgulho LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais), que tradicionalmente ocorre em junho, foi antecipada para não coincidir com a Copa do Mundo.

Veja fotos da 18ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo

Veja fotos da 18ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo

“Mudamos a data pensando no bem-estar de quem veio para a parada. Porque eu tive a informação que 40% da rede hoteleira estão reservados para a Copa. E a parada ocupa 100%”, explicou o presidente da associação da parada, Fernando Quaresma.

Os participantes, que lotavam a avenida no início da tarde, começaram a chegar já pela manhã e a se concentrar perto do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Veja fotos da 18ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo7

Com fantasias de inspiração cinematográfica, as drag queens, e as transexuais, vestidas com roupa de festa, faziam sucesso com o público. Alguns se contentam só com um aceno ou sorriso. Muito frequentes, porém, são os pedidos para uma foto.

A ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvati, disse que a comunidade LGBT deve aproveitar a mobilização conseguida com a parada para pressionar o Parlamento pela aprovação de projetos contra o preconceito.

Milhares de pessoas aproveitam a tarde de sol para celebrar a 18ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo3

18ª Parada do Orgulho GLBT

“Vocês colocam 2 ou 3 milhões de pessoas na rua. Vocês precisam transformar isso em votos no Congresso Nacional. Porque essa imagem de poder do homem branco, rico e hétero está instalada lá”, ressaltou a ministra.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, destacou que, apesar do clima festivo, a parada ainda remete a temas de grande seriedade. “Nós entendemos que isso aqui é uma parada cívica. Para nós, infelizmente, ainda não é uma festa”, disse o prefeito, que lembrou as “atrocidades” cometidas por pessoas que têm preconceito.

Milhares de pessoas aproveitam a tarde de sol para celebrar a 18ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo2

18ª Parada do Orgulho GLBT

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, aproveitou o momento para anunciar a instalação da sede do Museu da Diversidade Sexual, na Avenida Paulista. A instituição funciona atualmente na Estação República do metrô, onde recebeu cerca de 35 mil visitantes ao longo do ano passado.

Um dos maiores eventos em prol da diversidade sexual do mundo, neste ano a parada sai as ruas com o lema: “País vencedor é país sem homolesbotransfobia. Chega de mortes!”.

Por volta das 14h, a bandeira do arco-íris, símbolo do movimento LGBT, passava pela Rua da Consolação rumo à Praça da República, onde ocorrerão os shows de encerramento.

No início da tarde de hoje (4), os trios elétricos animavam o público que chegava à Avenida Paulista, região central da capital, para a 18ª Parada do Orgulho LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais).

Milhares de pessoas aproveitam a tarde de sol para celebrar a 18ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo1

18ª Parada do Orgulho GLBT

Participantes na 18ª Parada do Orgulho de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais de São Paulo, que acontece neste domingo, 04, na Avenida Paulista, região central da capital paulista.

O evento é organizado pela Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT). O lema escolhido para a 18ª edição da parada é “País Vencedor é País Sem Homolesbotransfobia: Chega de Mortes! Criminalização Já!”

A presidente Dilma Rousseff postou mensagens em sua página na rede social Twitter há pouco sobre a Parada do Orgulho LGBTT, que acontece em São Paulo. Dilma afirmou que “pessoas de todo o país estão hoje em São Paulo para participar da Parada LGBT”.

Veja fotos da 18ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo10

18ª Parada do Orgulho GLBT

Segundo Dilma, no ano passado, a entidade sobre diretos humanos Brasil (@DHumanosBrasil) lançou o Sistema Nacional LGBT, que articula politicas públicas em conjunto com Estados, Distrito Federal e municípios. Dilma disse que o módulo LGBT do Disque100 é hoje a principal ferramenta no combate à violência homofóbica. O serviço é gratuito, anônimo e funciona, afirma a presidente.

O objetivo da parada neste ano é ressaltar a importância da questão e reforçar o pedido por punições mais rígidas a quem praticar crimes de homofobia.

Veja fotos da 18ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo11

18ª Parada do Orgulho GLBT

Pessoas participam da décima oitava edicao da Parada do Orgulho LGBT 2014, na Avenida Paulista, durante a tarde deste domingo.

Pessoas a caminho da 18ª Parada do Orgulho LGBT no metro Paulista em São Paulo. O tema da 18ª edição do evento ao País vencedor ao país sem Homolesbotransfobia, chega de mortes e pela aprovação da lei de identidade de gêneros, a fim de reivindicar por direitos humanos e o reconhecimento da cidadania para a população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, além de educar a sociedade para o respeito à diversidade …

Veja fotos da 18ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo6

18ª Parada do Orgulho GLBT

Ver Tv Com VC
Shandy Games
Faa publicidade com a Pnico
Venha Ser nosso Parceiro


Envie esta postagem para um grupo no Facebook:


DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA MATÉRIA

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não da Rádio Pânico

Acesse o site do Comunidades.Net
Venha Ser nosso Parceiro
Venha Ser nosso Parceiro