Especial Lolla 2014: Confira quem são os artistas que se apresentam no Brasil.

Veja quem se apresenta no Brasil pela primeira vez, várias atrações da terceira edição do festival Lollapalooza Brasil estão estreando no país.

Veja quem se apresenta no Brasil pela primeira vez

Veja quem se apresenta no Brasil pela primeira vez

Confira um resumão de quem toca aqui pela primeira vez e o que esperar de cada show.

Ellie Goulding

Especial-Lolla-Os-artistas-que-se-apresentam-no-Brasil-pela-primeira-vez1

Ellie Goulding promete uma explosão de timbres e muito pop

A britânica Ellie Goulding fará seu primeiro show no Brasil no segundo dia do Lolla Brasil, domingo, dia 6. Na bagagem ela traz cinco álbuns de estúdio, cinco EPS, o título de “Sound of 2010” da BBC, um Critics Choice Award, no Brit de 2010, e o troféu de Artista Solo Feminina, no Brit deste ano. E apesar de ser a maior vendedora de discos do primeiro trimestre de 2014 no Reino Unido, com “Halcyon Days”, um relançamento de “Halcyon”, de 2012, Ellie ganhou projeção internacional depois de participar do hit “I Need Your Love”, do DJ Calvin Harris.

Nos palcos, a jovem de 27 anos tem experiência. Ela já passou por grandes festivais como o Lolla Chicago e o Coachella, e abriu shows de Dave Matthews Band, Katy Perry e U2. Além de ser dona de uma voz suave, cheia de timbres quase impossíveis, ela ainda toca guitarra, bateria, piano, clarinete e tambor.

Soundgarden

Chris Cornell já esteve três vezes no Brasil, mas nunca com o Soundgarden

Chris Cornell já esteve três vezes no Brasil, mas nunca com o Soundgarden

Apesar de existirem desde 1984, o Soundgarden nunca se apresentou no Brasil, diferente do vocalista Chris Cornell, que já veio algumas vezes. Precursores do grunge, ao lado de Pearl Jam, Nirvana e Alice in Chains, o sucesso veio no final dos anos 90. O auge foi em 94 com o álbum “Superunknown”, que estreou no topo da parada da “Billboard”. Por conflitos internos nunca explicados, a banda entrou em hiato em 97 e só voltou em 2009. O álbum que marcou o retorno veio no ano passado, “King Animal”.

Para a turnê atual, eles tiveram que buscar um novo baterista, já que Matt Cameron decidiu se dedicar com exclusividade ao Pearl Jam, sua outra banda. O contratado é Matt Chamberlain. No mês passado, eles realizaram um show no festival SXSW, em Austin, no Texas, e tocaram na íntegra o CD “Superunknown”, comemorando os 20 anos de seu lançamento. Por aqui, o setlist deve ser mais variado, sem deixar de fora hits como “Black Hole Sun”, “Rusty Cage”, “Been Away Too Long”.

Jake Bugg

O novato não é muito fã de festivais, mas promete dar o melhor de si

O novato não é muito fã de festivais, mas promete dar o melhor de si

O novato Jake Bugg tem apenas 20 anos, dois discos e já é apontado como o novo Bob Dylan, mesmo negando a comparação e dizendo que isso é coisa de americano. “Ele não é uma influência para mim”, afirmou. De personalidade forte, há quem diga que ele é o salvador do folk ou o melhor compositor desde Noel Gallagher. No currículo, Bugg traz colaborações de respeito com Rick Rubin, que produziu seu último disco, “Shangri La”, Black Sabbath, Red Hot, Metallica, Lady Gaga e Johnny Cash.

Um pouco tímido, Bugg já confessou que odeia dar entrevistas, sendo esta a pior parte de ser famoso. Mas há coisas boas como ir à festas legais e fazer pequenos shows, como um realizado na casa do ator Aaron Paul. No Brasil, além do show no Lolla, Bugg quer jogar futebol e disse ser fã de Pelé. “Na Copa do Mundo, se a Inglaterra for eliminada, vou acabar torcendo para o Brasil. É divertido ver o Brasil jogar.” Apesar de letras que falam sobre beber e fumar, Bugg diz que quer ser uma boa influência para os jovens.

Julian Casablancas

Julian Casablancas vai encher o palco de mau humor e músicas do novo disco

Julian Casablancas vai encher o palco de mau humor e músicas do novo disco

Ele já veio ao Brasil duas vezes com o Strokes, mas pela primeira vez apresenta por aqui seu projeto em carreira solo. Acompanhado da banda The Voidz, Julian Casablancas se prepara para lançar o segundo álbum, que deve sair em algum momento breve. Sempre polêmico, sempre ranzinza, o cantor promete um show esquisito e de difícil digestão, como aconteceu no último final de semana no Lolla Chile.

Casablancas ficou a maior parte do tempo de costas para a plateia, com sua típica jaqueta de couro preta, cabelo bagunçado e cara de quem tomou todas na noite passada. Para quem espera ouvir Strokes, melhor nem perder tempo. No Chile ele tocou apenas uma versão com guitarras de “Ize of the world” e o hit “Take it or leave it”. Talvez ele toque “Instant Crush”, ótima parceria com o Daft Punk, que apareceu na performance do SXSW, em Austin, no mês passado. O resto do curto setlist é composto por músicas do novo disco.

Imagine Dragons

Imagine Dragons, a sensação do Grammy deste ano

Imagine Dragons, a sensação do Grammy deste ano

A estreia do Imagine Dragons no Brasil não será exatamente no palco principal do Lolla, no sábado. Eles confirmaram um show no Rio de Janeiro na quinta, dia 3. A banda de rock formada em Las Vegas em 2007 por Dan Reynolds (bateria e vocal), Ben McKee (baixo), Wayne Sermon (guitarra) e Dan Platzman (bateria), ganhou projeção internacional com o hit “Radioactive”, uma das faixas mais tocadas nas rádios do mundo inteiro no ano passado.

Não à toa que a canção rendeu o Grammy este ano de Melhor Performance de Rock, vencendo nomes consagrados como Led Zeppelin, David Bowie, Queens of the Stone Age e Jack White. O grupo ainda caiu nas graças do evento com a execução de trechos do single com versos de “M.a.a.d City”, do rapper Kendrick Lamar, sendo o momento do Grammy mais comentado no Twitter. Além dos shows, os roqueiros querem experimentar a feijoada. “Ouvi dizer que é muito gostoso”, disse Sermon à “Rolling Stone”, no ano passado.

Lorde

Lorde deve encher o palco alternativo

Lorde deve encher o palco alternativo

Entre as estreias, o show de Lorde deve ser um dos mais esperados do festival. Ella Marija Lani Yelich-O’Connor conquistou o mundo no ano passado com o single “Royals” e o excelente álbum “Pure Heroine”. Mas além disso, a neo-zelandesa de apenas 17 anos mostrou ter mais bom senso que muito artista veterano no mercado. Sincerona, ela não economiza nas críticas e diz que jamais usaria o corpo de forma sexual para promover sua música. Lorde também não gosta que façam retoques em sua pele usando o photoshop. “Eu sou assim, cheia de espinha mesmo.”

No começo do ano, para coroar seu excelente debut no mundo da música, Lorde ganhou o prêmio de “Artista Feminina Solo Internacional” do BRIT Awards 2014 e recebeu dois dos principais prêmios do Grammy Awards 2014, “Música do Ano” e “Melhor Performance Pop Solo” por “Royals”, além de concorrer a “Gravação do Ano” e “Melhor Álbum Pop”. A jovem se apresentou no Lolla Chile no último final de semana e foi comparada a um personagem de Tim Burton, por causa das dancinhas esquisitas.

Disclosure

A pista vai ferver com o Disclosure

A pista vai ferver com o Disclosure

Aos 48 do segundo tempo, a organização do Lolla Brasil anunciou o show da dupla Disclosure, sensação da música eletrônica atualmente. Os irmãos britânicos Guy e Howard Lawrence, que tem apenas 23 e 19 anos, lançaram no ano passado o excelente álbum de estreia “Settle” e logo caíram nas graças dos críticos, entrando em diversas listas dos melhores discos de 2013.

Entre batidas marcantes e toques de repercussão, eles apresentam boas parcerias com outras revelações como AlunaGeorge, Sam Smith, Eliza Doolittle, Jessie Ware e London Grammar. Em apenas 12 meses, a dupla lançou o disco, remixou sucessos de outros artistas, regravou o hit “F For You” com Mary J. Blige, colecionou indicações em premiações e se tornou o nome mais quente da música eletrônica de 2014. Apesar de não levarem nenhum troféu no Brit Awards, a performance deles com Lorde e AlunaGeorge foi um dos pontos altos do evento.

Ver Tv Com VC
Shandy Games
Faa publicidade com a Pnico
Venha Ser nosso Parceiro


Envie esta postagem para um grupo no Facebook:


DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA MATÉRIA

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não da Rádio Pânico

Acesse o site do Comunidades.Net
Venha Ser nosso Parceiro
Venha Ser nosso Parceiro