Partido de Marina Silva (PSB), repudia material de campanha de cunho “homofóbico”

A coligação Unidos pelo Brasil, da candidatura à Presidência de Marina Silva (PSB), emitiu uma nota de repúdio ao que chama de “uso criminoso e indevido” da imagem de Marina em material de campanha de cunho “homofóbico e discriminatório” de candidatos à deputado do Rio de Janeiro.

O CNPJ da campanha de Edino Fonseca, que postula uma vaga na Assembleia Legislativa do Rio pelo PEN, é citado como o responsável pelo conteúdo que inclui críticas ao atual governo e às reivindicações da comunidade LGBT. Além disso, o texto classifica a presidente Dilma Rousseff e a comunidade LGBT de “anticristo”. Além de pedir votos para Edino e para o candidato à deputado federal pelo Solidariedade Ezequiel Teixeira, os panfletos pedem que os eleitores votem em Marina Silva.

Em nota partido da candidata Marina Silva (PSB) repudia material de campanha de cunho homofóbico

Marina Silva (PSB) realizou um ato em defesa da Petrobras no Clube de Engenharia, centro do Rio. (Foto: Fabio Motta/Estadão)

“A coligação vai acionar a Justiça para a busca e apreensão, bem como proibição de distribuição do material, que estimula o ódio e a violência contra pautas diferenciadas dos movimentos feminista e negro”, diz a nota.

A coligação também reitera que o programa de governo de Marina “não deixa dúvidas quanto à cultura de paz e de garantia ampla dos direitos humanos”.

Ver Tv Com VC
Shandy Games
Faa publicidade com a Pnico
Venha Ser nosso Parceiro


Envie esta postagem para um grupo no Facebook:


DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA MATÉRIA

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não da Rádio Pânico

Acesse o site do Comunidades.Net
Venha Ser nosso Parceiro
Venha Ser nosso Parceiro