Corinthians acorda no segundo tempo e atropela o Sport em 16 minutos


O Corinthians, mesmo desfalcado de nomes como Fágner, Marquinhos Gabriel e Guilherme, assegurou mais três pontos em casa nesta quinta-feira (8), ao derrotar o Sport por 3 a 0, em jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Marlone foi decisivo, com assistências para os dois primeiros gols do alvinegro, marcados por Rodriguinho e Léo Príncipe. Vilson fechou a conta, de cabeça.

Depois de um primeiro tempo ruim, no qual o time pernambucano se mostrou melhor, os donos da casa resolveram a parada em apenas 16 minutos na metade final. Com o resultado, o Corinthians foi a 40 pontos e permanece na quarta colocação. O Sport, estacionado nos 28 pontos, está em 14º (pelo menos até o fim do compromisso do Cruzeiro) e pouco acima da zona da degola.

Na próxima rodada, às 16h do domingo (11), as duas equipes farão clássicos estaduais: os paulistas pegarão o Santos na Vila Belmiro e o clube de Recife, por outra, enfrentará o Santa Cruz.

O melhor: Marlone resolve para o Corinthians

Depois de um primeiro tempo ruim para o Corinthians, o meio-campista Marlone voltou ligado para o campo e decidiu em apenas 8 minutos. Ele não marcou gol, mas deu duas assistências precisas para Rodriguinho e Léo Príncipe marcarem. Já no minuto inicial da segunda metade, colocou “com as mãos” a bola na cabeça do volante, que mal saiu do chão para testar para a rede, deslocando Magrão. No ataque posterior, encontrou o lateral pelo chão, que também empurrou para o fundo do barbante com um toque só na redonda. Vilson, aos 16, fechou a conta, também pelo alto, mas este tento não teve participação do quase onipresente Marlone.

O pior: Rodney Wallace, lateral improvisado do Sport

É verdade que o costarriquenho Rodney Wallace é um atacante improvisado na lateral esquerda, mas nem isso o livra da pecha de “vilão” da partida. O gringo deixou espaço nas suas costas para o Corinthians criar à vontade – e Durval, lento, mal conseguia cobri-lo. No começo do segundo tempo, Marlone explorou a “avenida Wallace” e descolou dois cruzamentos que originaram os gols de Rodriguinho e Léo Príncipe e decidiram o jogo.

Méritos para Cristóvão Borges: a mudança decisiva

Contestado no comando técnico do Corinthians, Cristóvão Borges dormirá desta vez com a certeza de que ninguém pode criticá-lo. Foi uma ação sua, realizada no intervalo, que mudou a cara do jogo: ousado, o treinador tirou o volante Cristian para estrear o centroavante Gustavo, recém-contratado junto ao Criciúma. “Gustagol” participou diretamente do primeiro tento, com casquinha de cabeça que deixou Marlone em condições de criar a jogada decisiva, mas a principal alteração foi no estilo de jogo: com uma referência na frente, o alvinegro se mostrou mais agressivo no setor ofensivo. Não à toa, fez três gols em 16 minutos.

Novidade na camisa do Corinthians

O uniforme corintiano tornou a ter estrela sobre o distintivo. Em 2012, o clube havia decidido retirar as estrelas estampadas acima do símbolo na camisa – eram cinco: quatro devido aos títulos brasileiros conquistados até então e uma em alusão ao Mundial de 2000.

A volta da figura se deve à campanha “uma estrela para a Fiel”, feita em parceria com sua novo patrocinadora, a cervejaria Estrella Galícia. Não é permitido mostrar marcas de bebidas alcoólicas em uniformes de futebol, e foi essa a forma de fazer referência à empresa.

De: Nicolas Rodrígues

WhatsApp: +55 54 9627 2333

What's Your Reaction?

Cry Cry
0
Cry
Cute Cute
0
Cute
Damn Damn
0
Damn
Dislike Dislike
0
Dislike
Like Like
0
Like
Lol Lol
0
Lol
Love Love
0
Love
Win Win
0
Win
WTF WTF
0
WTF

Corinthians acorda no segundo tempo e atropela o Sport em 16 minutos

Entrar

Captcha!

Recuperar a senha

Back to
Entrar
Choose A Format
Gif
GIF format