Candidatos à Presidência pegam carona em derrota contra Alemanha


Três principais candidatos adotaram tom conciliador e representantes de partidos menores usaram a derrota como munição contra a gestão atual

Se depender da velocidade com que os candidatos à presidência da República comentaram a goleada alemã sobre a seleção brasileira, a internet tem tudo para se tornar um dos principais palanques nas eleições de outubro.

Dispensando sites oficiais e os caminhos tradicionais da assessoria de imprensa, Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) escolheram Facebook e Twitter como caminho para diálogo com o eleitorado.

Enquanto os três principais candidatos adotaram tom conciliador, representantes de partidos menores usaram a derrota como munição contra a gestão atual.

Líder nas pesquisas de intenção de voto, a atual presidente Dilma Rousseff foi a primeira a comentar. “Assim como todos os brasileiros, estou muito, muito triste com a derrota”, escreveu no Twitter.

Ela continuou: “Sinto imensamente por todos nós, torcedores, e pelos nossos jogadores. Mas, não vamos nos deixar alquebrar (sic)”. Para encerrar o comentário, a petista escolheu uma citação ao conhecido samba de Paulo Vanzolini: “Brasil, levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”.

Aécio Neves, que ocupa o segundo lugar nas pesquisas, escolheu o Facebook e evitou os habituais ataques diretos a Dilma.

“Como torcedor e como brasileiro, compartilho a frustração que estamos todos sentindo. Uma derrota sofrida, difícil de entender, mas que não apaga o brilho do futebol brasileiro e muito menos do nosso povo. Apesar do resultado, envio o meu abraço aos nossos jogadores, à comissão técnica e a todos que lutaram para colocar o Brasil no lugar mais alto do pódio. Dessa vez não deu, mas vamos em frente! Outras vitórias virão!”, afirmou o tucano.

O pernambucano Eduardo Campos adotou tom similar em seu perfil no Facebook. “Lamento, como todos os brasileiros, o resultado de Brasil e Alemanha hoje. O povo brasileiro fez uma festa linda durante toda a Copa, mas o sonho do hexa foi, por ora, adiado. Tenho certeza de que voltaremos mais fortes em 2018.”

Ataques diretos

Representantes de PRTB, PCB e PCO foram mais críticos.

“A Alemanha salvou o Brasil do PT”, escreveu Levy Fidelix no Twitter.

“O Governo mais pé frio da história levou o Brasil ao seu maior desastre no futebol”, continuou. E o encerramento foi dramático: “Milhões de crianças estão chorando por um Brasil humilhado no futebol. Quem vai enxugar estas lágrimas e a desesperança no futuro ?As urnas”, disse o candidato, derrotado em 1994 e em 2010 na corrida pela presidência.

O professor paulistano Mauro Iasi, que pela primeira vez disputa o cargo de presidente do Brasil, foi irônico em seu comentário.

Ao lado de uma foto da camisa oficial do time de Neymar e companhia, ele limitou-se à seguinte legenda: “Descobrimos quanto pesa uma camisa: 240 gramas!”.

Iasi aproveitou para comentar a morte do político e advogado Plinio de Arruda Sampaio, que faleceu na manhã desta terça-feira.

“O Brasil perdeu hoje uma grande pessoa, nos deixou Plínio de Arruda Sampaio. Um combatente cristão e socialista, um ser humano excepcional em uma época de abandono e incoerências. Tive o privilégio de marchar ao seu lado nas tarefas que nos couberam e sou testemunho de sua firmeza política, sua generosidade e seu profundo compromisso com a humanidade”, escreveu.

Já o jornalista Rui Costa Pimenta, candidato pelo Partido da Causa Operária, usou as redes sociais para divulgar um texto publicado logo após o jogo em seu blog.

“A derrota esmagadora da seleção brasileira aconteceu muito tempo antes deste fatídico 8 de julho no Mineirão”, afirmou. “Foi preparado pela direita nacional organizada pelo imperialismo, pelos monopólios capitalistas do esporte, pela imprensa “nacional” (vendida para o capital estrangeiro) e, inclusive pela esquerda pequeno-burguesa que trabalha a serviço da direita como o Psol, o PSTU e outros grupos menores do mesmo quilate”, disparou.

Os candidatos Pastor Everaldo (PSC), Eduardo Jorge (PV), Eymael (PSDC), Zé Maria (PSTU) e Luciana Genro (PSOL) não haviam se pronunciado até o fechamento desta reportagem.

 

 

social

fechar ×

  • Carimbos & Encadernadora Maringá postou no gplus
    Carimbos & Encadernadora Maringá

    Copa 2014 será evento mais tuitado da história – Home – iG Segundo diretor do Twitter no Brasil, volume de mensagens enviadas durante o torneio deverá superar os 150 milhões de tuítes enviados
    gplus

  • iG Tecnologia postou no gplus
    iG Tecnologia

    Copa 2014: Sony acerta detalhes da transmissão em altíssima resolução – Home – iG Responsável por câmeras e outros equipamentos usados no evento, empresa japonesa está em fase final de negociação
    gplus

ver mais antigos

comentários

fechar ×


Like it? Share with your friends!

691
9.1k shares, 691 points

What's Your Reaction?

Cry Cry
0
Cry
Cute Cute
0
Cute
Damn Damn
0
Damn
Dislike Dislike
0
Dislike
Like Like
0
Like
Lol Lol
0
Lol
Love Love
0
Love
Win Win
0
Win
WTF WTF
0
WTF

Candidatos à Presidência pegam carona em derrota contra Alemanha

Entrar

Captcha!

Recuperar a senha

Back to
Entrar
Choose A Format
Gif
GIF format