Brasil perde para EUA esmeralda gigante encontrada na Bahia

O litígio começou em 2009, com a disputa entre garimpeiros baianos.

A esmeralda de 380 quilos descoberta num garimpo de Pindobaçu, no Centro Norte baiano, em 2001, e que o governo brasileiro reivindicava como um tesouro nacional desde 2009, parece ter encontrado finalmente um dono, com a decisão de um juiz dos EUA a favor de um grupo empresarial americano.

Brasil perde para EUA esmeralda gigante encontrada na BahiaNa quinta-feira, o juiz da Suprema Corte de Los Angeles, Michael Johnson, decretou que o “FM Holdings apresentou provas claras” que lhe atribuem a propriedade da pedra, após escutar os testemunhos dos três sócios do grupo.

Pelas leis da Califórnia, se no prazo de 15 dias nenhuma das partes recorrer, a decisão será definitiva. A esmeralda de 180 mil quilates é considerada a maior do mundo e está avaliada em R$ 1,2 bilhão.

Desde que foi descoberta, a pedra viveu uma odisseia (ficando, inclusive, desaparecida por várias semanas, após as inundações provocadas pelo Furacão Katrina, em Nova Orleans, em 2005), até terminar em Los Angeles.

O litígio começou em 2009, com a disputa entre garimpeiros baianos, compradores de pedras e sócios do FM Holdings sobre a propriedade da esmeralda.