Bombardeios israelenses matam 25 palestinos na Faixa de Gaza

Israel rompeu cessar-fogo assinado em 2012. Ataque aconteceu em resposta ao disparo de mais de 100 foguetes do Hamas.

e8e31def0fa1a17e0ce938c90acce87f6e3755b1

Vinte e cinco palestinos morreram nesta terça-feira (8) na Faixa de Gaza nos bombardeios lançados por Israel em resposta ao disparo de mais de cem foguetes do Hamas contra cidades israelenses. E em meio ao aumento da violência, o exército de Israel convocou 40 mil reservistas.

Na madrugada desta terça-feira (8), Israel pôs fim ao cessar-fogo assinado em 2012 e lançou a operação “Margem Protetora”. Foram mais de cem bombardeios aéreos contra alvos do Hamas.

O grupo islâmico que controla a Faixa de Gaza confirmou a informação de que as forças israelenses telefonaram para as casas dos integrantes do Hamas mandando todos saírem alguns minutos antes dos bombardeios. Ainda assim, mais de 20 pessoas morreram em Gaza.

Outros quatro integrantes do Hamas, acusados de invadir Israel pelo mar, foram mortos em combate direto com soldados israelenses. Segundo Israel, só durante o dia, 160 foguetes foram lançados de Gaza contra o território israelense.

Pouco depois das 20h, um foguete foi interceptado pelo sistema antimísseis de Israel quando estava a caminho de Tel Aviv, a maior cidade do país. As sirenes deram o alerta e muita gente correu para os abrigos.

Às 22h em Israel, 16h no Brasil, as sirenes soaram pela primeira vez em Jerusalém, depois de quase dois anos. Instantes depois, três explosões foram ouvidas e mais tarde as forças israelenses confirmaram que três foguetes caíram em Jerusalém, mas ainda não havia notícias de vítimas. Israel e Gaza estão em estado de alerta, no começo do que parece ser mais uma guerra.

Ver Tv Com VC
Shandy Games
Faa publicidade com a Pnico
Venha Ser nosso Parceiro


Envie esta postagem para um grupo no Facebook:


DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA MATÉRIA

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não da Rádio Pânico

Acesse o site do Comunidades.Net
Venha Ser nosso Parceiro
Venha Ser nosso Parceiro